(62) 3281 9229

ESMEG

Escola Superior da Magistratura do Estado de Goiás

Desembargador Romeu Pires de Campos Barros

← Voltar

Preparatório ao mestrado em Direito e Políticas Públicas marca final de semana na ESMEG

Pós-graduação, especialização, mestrado ou doutorado. O que difere uma titulação da outra? Essas e outras questões em torno do meio acadêmico são assunto do curso que o professor doutor Alexandre Walmott Borges, da UFU, ministrou nesta sexta-feira, 16, e sábado, 17, na Escola Superior da Magistratura do Estado de Goiás (ESMEG), para magistrados associados e profissionais da área jurídica interessados na elaboração de pré-projeto de pesquisa.

O treinamento promovido pela ESMEG auxilia candidatos ao Mestrado Profissional da UFG em Direito e Políticas Públicas, oferecido em convênio com a Escola da Magistratura e a Associação dos Magistrados do Estado de Goiás (ASMEGO). As inscrições para o processo seletivo serão abertas nesta segunda-feira (19) e seguirão até 6 de março. CONSULTE AQUI o edital.

Também professor visitante da Unesp, Alexandre Walmott diz que os conteúdos ministrados no curso servem ainda a quem pretende ingressar em qualquer outra universidade.

Assista o vídeo e veja as dicas do professor Walmott:

Benefícios para o cidadão

Diretor da ESMEG, o juiz André Reis Lacerda sublinha que as pesquisas elaboradas pelos magistrados no Mestrado em Direito beneficiarão diretamente os usuários da Justiça. “Esses trabalhos terão na ponta um objetivo bastante específico de melhorar a prestação jurisdicional, com projetos de pesquisa em políticas públicas que visem atender aquilo que o jurisdicionado precisa, como a redução da taxa de congestionamento de processos, o sistema carcerário penal e outras questões ligadas envolvendo direitos humanos”, explica o magistrado.

Juiz em Goiânia, Clauber Costa Abreu se prepara para mais um curso de pós-graduação. O magistrado, que ainda está definindo sua linha de pesquisa, já é especialista, pela FGV, em Processo Penal e Direito do Estado; e mestre em Ciências Jurídicas pela Universidade de Lisboa.

Clauber Costa concorda com o argumento de André Lacerda. “O beneficiado em cursos dessa natureza não é só o magistrado, mas toda a sociedade”, observa ele, com o ponto de vista que um projeto de pesquisa em direito proposto por magistrado leva consigo o entendimento do juiz sobre o funcionamento da prestação jurisdicional, favorecendo a solução de problemas.

Benefícios para toda a sociedade, observa Clauber Costa.

Benefícios para toda a sociedade, observa Clauber Costa.

 

Abrangência em todo o estado

O juiz Mateus Milhomem de Sousa se deslocou de Anápolis para aproveitar a oportunidade aberta pela ESMEG. Ele enalteceu a intenção do curso de contribuir com os magistrados no processo seletivo da UFG.

Mateus já sabe do que vai tratar em seu projeto de pesquisa. “O nosso projeto vai contemplar uma necessidade muito grande dos juízes e de outros profissionais de carreiras jurídicas, que é a busca pela verdade real. Em outros países já há estratégias e equipamentos científicos empregados para isso, mas no Brasil nós temos uma total ausência tanto de treinamento como e aparatos que podem auxiliar na descoberta da verdade real”, adianta.

Juiz Mateus Milhomem estudará a busca pela verdade real.

Juiz Mateus Milhomem estudará a busca pela verdade real.

 

Curso reúne várias carreiras

O advogado João Paulo Abinagem, de Goiânia, se juntou aos magistrados para formar o pool de carreiras jurídicas envolvidas no treinamento da ESMEG. Ele incluirá em sua pesquisa a proposta de um projeto de lei. O projeto, segundo Abinagem, trata da “consciência social incentivada, que se trata de assemelhação à parceria público-privada”, conclui.

João Paula Abinagem: pesquisa na área cível.

João Paula Abinagem: pesquisa na área cível.

 

Fonte: Assessoria de Comunicação da ESMEG | Mediato Multiagência

© ESMEG | Escola Superior da Magistratura do Estado de Goiás | 2018