(62) 3281 9229

ESMEG

Escola Superior da Magistratura do Estado de Goiás

Desembargador Romeu Pires de Campos Barros

← Voltar

Com projeto Roda de Conversas, TJGO recebe Prêmio Conciliar é Legal; ESMEG é apoiadora da iniciativa

Cármen Lúcia e Gilberto Marques Filho | Foto: Gil Ferreira/Agência CNJ

Cármen Lúcia e Gilberto Marques Filho | Foto: Gil Ferreira/Agência CNJ

 

“O processo deixa de ser um número e passa a ser tratado em toda a sua complexidade.” Em uma frase, o diretor da Escola Superior da Magistratura do Estado de Goiás (ESMEG), juiz André Reis Lacerda, resumiu um dos resultados trazidos pelo projeto “Roda de Conversa sobre Família”, premiado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), nesta terça-feira, 06. Com a iniciativa, apoiada pela ESMEG, o Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO) foi agraciado com o prêmio Conciliar é Legal, na categoria Tribunal Estadual. A entrega foi realizada ao presidente do TJGO, desembargador Gilberto Marques Filho, pela presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) e do CNJ, ministra Cármen Lúcia, em Brasília. Representando a ESMEG, o juiz André Reis Lacerda prestigiou a solenidade.

A premiação do CNJ reconhece nacionalmente boas práticas de solução de conflitos que aprimorem o Poder Judiciário no sentido da chamada autocomposição. “Eu só tenho a agradecer a todos que participaram dessa premiação, foram mais de 80 inscritos, porque eles estão ajudando a atender melhor o cidadão, principalmente aquele que procura o Judiciário em busca de uma solução pacífica”, afirmou a ministra Cármen Lúcia. Além disso, o TJGO também foi premiado por estar entre os tribunais que mais fizeram acordo durante a Semana Nacional de Conciliação, ocorrida em 2017.

Para o presidente do TJGO, as premiações demonstram o reconhecimento do CNJ ao trabalho que o tribunal goiano vem realizando. “É um estímulo para nós. Sempre digo que nosso tribunal é um dos melhores do País entre os de médio porte e aqui está a comprovação do que eu sempre venho afirmando. Estamos nos esforçando para atender aos pleitos do CNJ e fazer a entrega da tutela jurisdicional a tempo e a hora, sempre cuidando da celeridade”, salientou o desembargador Gilberto Marques Filho.

A juíza Sirlei Martins da Costa, auxiliar da Corregedoria-Geral da Justiça de Goiás (CGJGO), coordenadora do projeto, afirmou que a iniciativa surgiu após quatro anos de realização da Oficina de Parentalidade em Goiânia, sob sua coordenação no 2º Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejusc), em conjunto com a Associação de Terapia Familiar de Goiás (Atfago). Para a presidente da Atfago, a psicóloga Silvana Silvestre, o prêmio “Conciliar é Legal” é um estímulo para prosseguir com o trabalho, totalmente voluntário.

O diretor da Escola, juiz André Lacerda, ressalta que é uma honra para a ESMEG a oportunidade de contribuir com a sociedade por meio da iniciativa, que é voluntária, e aborda avanços já planejados para o projeto. “Trabalharemos para tornar o ‘Roda de Conversa’ ainda mais elaborado, com abrangência além das fronteiras estaduais. Vamos também buscar que a realização da seja transmitida via EaD para participação de todos os magistrados de Goiás”, comenta.

IMG-20170428-WA0036

Atuando diretamente no projeto, a juíza Aline Vieira Tomás, diretora de Comunicação da ESMEG, afirma que o projeto e o prêmio comprovam a aproximação entre Justiça e Cidadão. “O prêmio é a demonstração de que quanto mais o Judiciário está em sintonia com as demandas e com a vida cotidiana do cidadão, especificamente do Direito de Família, mais eficácia se tem na solução real dos conflitos”, afirma.

O projeto

Realizado mensalmente, o projeto “Roda de Conversa sobre Família” tem como objetivo estabelecer o diálogo entre as partes envolvidas, bem como promover maior conhecimento sobre os desdobramentos jurídicos e as consequências sociais sobre temáticas delicadas, abrangentes e complexas que costumam envolver assuntos recorrentes tratados nas Varas de Família e nos consultórios de terapia familiar como o convívio dos filhos após a separação dos pais, alienação parental e guarda compartilhada.

Realizado pelo TJGO, enquanto apoiadora, a ESMEG concedeu espaço físico para a realização dos encontros, além de fornecer suporte para divulgação e atuar na escolha de palestrantes. O “Roda de Conversa” conta, ainda, com a parceria da Atfago.

Fonte: Assessoria de Comunicação da ESMEG | Mediato Multiagência, com CCS-TJGO

© ESMEG | Escola Superior da Magistratura do Estado de Goiás | 2018