(62) 3281 9229

ESMEG

Escola Superior da Magistratura do Estado de Goiás

Desembargador Romeu Pires de Campos Barros

← Voltar

Representantes de instituições ressaltam importância do intercâmbio entre cartórios e Judiciário, na abertura do Simpósio Notarial e Registral de Goiás

Diretor da Esmeg, juiz André reis Lacerda

Diretor da Esmeg, juiz André reis Lacerda

 

“Esperamos que este evento se consolide para promover o debate conjunto de temas que tanto magistrados, como notários e oficiais registradores tratam no cotidiano.” Foi o que afirmou o juiz André Reis Lacerda, diretor da Escola Superior da Magistratura do Estado de Goiás (Esmeg), na abertura do Simpósio Notarial e Registral de Goiás. O evento reúne até sábado, 02, 298 participantes entre magistrados, titulares de cartórios, registradores, notários e advogados em uma completa programação sobre novidades na legislação que rege a atividade.

A abertura foi realizada com participação de autoridades do Poder Judiciário e representantes dos oficiais notários e registradores no auditório da Associação dos Magistrados do Estado de Goiás (ASMEGO) e ESMEG, que sedia todo o encontro. Confira aqui a programação completa.

Também na abertura do evento, o juiz Wilton Müller Salomão, presidente da (ASMEGO), uma das realizadoras do evento, ressaltou que o Simpósio já vem se tornando uma tradição na associação, que o sedia pelo segundo ano consecutivo. “Todos os atos mais importantes da vida de todas as pessoas acontecem em cartórios. E esse é um momento importante para propiciar discussões a respeito das legislações que normatizam a atividade. Neste sentido, o Simpósio promove a oxigenação dos debates”, comentou.

Representando o presidente do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO), ouvidor da Corte, desembargador Itamar de Lima, participou da abertura. “Vejo que esse encontro se presta a discutir o que os cartorários e o serviço público podem fazer em atenção ao cidadão, que é o agente mais importante desta relação. A iniciativa privada é de extrema importância, mas o poder público tem que agir como fiscalizador, que realmente controle as ações do processo produtivo”, afirmou.

Notários e registradores

Realizadores do evento ao lado da ESMEG e ASMEGO, a Associação dos Titulares de Cartórios de Goiás (ATC) e o Sindicato de Notários e Registradores de Goiás (Sinoreg-GO) também estiveram representados na abertura.

“É muito importante que temas de notas e registros sejam discutidos por agentes que trabalham no dia a dia com cartórios. Os assuntos são atuais e presentes no cotidiano dos registradores e notários, muitos com legislação recente. Alguns são polêmicos ainda, dependem de estudos, e o evento é importante para isso”, afirmou o presidente da ATC, Rodrigo Esperança Borba.

Lançamento de Ouvidoria

Na abertura do Simpósio foi lançada a Ouvidoria do Sinoreg-GO. Segundo o presidente da instituição, Igor França Guedes, o objetivo é ouvir os clientes e permitir aos cartórios o avanço na qualidade da prestação de serviços. “Para que nós tenhamos condições de prestar um serviço que atenda e supere as expectativas do usuário, é preciso ouvi-lo”, comentou.

A Ouvidoria do Sinoreg-GO pode ser contatada pelo site www.sinoreggoias.com.br/ouvidoria, no e-mail ouvidoria@sinoreggoias.com.br, pelo telefone (62) 3926-1567, pelo WhatsApp (62) 9 9389-1926 ou na sede da instituição. O endereço é: Rua 14, n. 48, Qd C-16, Lt. 12, Edifício QS Tower, Sala 1.112, Jardim Goiás, em Goiânia.

Presenças

Além das autoridades mencionadas, também estiveram na abertura o juiz auxiliar da Corregedoria-Geral da Justiça de Goiás, Murilo Vieira de Faria, representando o corregedor, desembargador Walter Carlos Lemes; o desembargador do TJSP,  Luís Paulo Aliende Ribeiro e o juiz Reinaldo Alves Ferreira, que ministraram as primeiras palestras; o decano titular de cartório, Antônio do Prado; o advogado José Messias, do Conselho Notarial da OAB Goiás; entre outras importantes presenças.

Fonte: Assessoria de Comunicação da ESMEG | Mediato Multiagência

Fotos: Luciana Lombardi

© ESMEG | Escola Superior da Magistratura do Estado de Goiás | 2017