ESMEG

Desembargador Romeu Pires de Campos Barros

(62) 3281 9229

(62) 9.9980-2176

← Voltar

SÉRIE DE REPORTAGENS: Disciplina e compromisso são fundamentais na preparação de concurseiros

Juliana Barreto assumirá o cargo na 19ª Vara Cível e Ambiental de Goiânia; magistrada alcançou o segundo lugar no certame

Disciplina e compromisso. As palavras resumem a seriedade imposta aos estudos pela juíza Juliana Barreto Martins da Cunha durante os quatro anos de preparação da magistrada com vistas à aprovação no 55º Concurso para Juiz Substituto do Estado de Goiás. Juliana concedeu entrevista exclusiva ao portal da Escola Superior da Magistratura de Goiás (ESMEG), na qual falou sobre formação acadêmica, atuação profissional e estudos para o processo seletivo da magistratura goiana. Aprovada em segundo lugar no certame, a jurista assumirá o cargo na 19ª Vara Cível e Ambiental de Goiânia. Aos 30 anos, Juliana comemora a segunda aprovação em processos seletivos do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO), vez que atuava naquele órgão desde 2005, na função de escrevente judiciário.

A juíza recém-empossada no Poder Judiciário goiano é natural de Anápolis (GO), município situado a 48 quilômetros da capital. Juliana possui título de bacharel em Direito pelo Centro Universitário de Anápolis –  UniEvangélica. Juliana chega à magistratura com experiência de quatro concursos públicos. Foram dois processos seletivos prestados para o cargo de juiz; um para a função de defensora pública e o último certame, de escrevente no TJGO. De acordo com a juíza, a preparação para a magistratura exigiu sacrifícios, inclusive de reuniões com a família. Juliana dividia a rotina de estudos com o trabalho em sua escrivania.

“A disciplina foi um fator decisivo. Você tem que seguir fielmente os horários, abdicando de todos os outros programas e até mesmo da vida social”, comenta. Juliana dá dicas aos concurseiros para se obter sucesso nos processos seletivos públicos. Os conselhos da magistrada servem de inspiração, também, aos alunos da ESMEG. “É importante escolher um bom curso, ter bons livros, boas anotações e focar neste material. Há um universo muito grande de livros. O concurseiro deve focar nas matérias principais, as mais importantes. E além disso, claro, tem que ter muita disciplina”, conclui.

Juliana integra o quadro de 42 novos juízes empossados pelo TJGO no último dia 12. Cerca de um terço destes magistrados concluiu parte da formação junto à ESMEG.

Fonte: Assessoria de Comunicação da ESMEG. Foto: CCS/TJGO

© ESMEG | Escola Superior da Magistratura do Estado de Goiás | 2019